Eu vi o fim mesmo antes de começar…


Sempre ouvi dizer que a vida é feita de voltas, e que volta que ela deu.

Éramos dois jovens que tinham tudo para dar um ao outro, e demos! Sempre dissemos que nunca iríamos cair na rotina, que havia sempre coisas por descobrir, novas aventuras, e o desconhecido era o melhor.

Mas a vida tramou-nos, ou melhor, nós é que a tramamos. Não havia mais nada por descobrir, eu sabia-te de cor e tu a mim. Conhecia todas as tuas qualidades e tu os meus defeitos, conhecia cada pormenor do teu corpo, cada detalhe que possa parecer exagero.

Caímos na rotina, a tão odiada rotina, nem parecia realidade. Começaram as discussões, o cansaço um do outro, lutávamos para combater essa exaustão, mas nada parecia resultar. Eu vi o fim mesmo antes de começar! Eu sabia que tínhamos chegado ao fim, mas não queria acreditar. Não podia ser possível que duas pessoas que tanto se amavam tornariam-se dois estranhos. Eu queria estar contigo, e tu comigo. Amar não chega, nós sabíamos isso, e não chegou.

Continuo a amar-te e sei que tu a mim, continuas a ser o meu ponto fraco, a minha ferida por cicatrizar, mas uma relação não se resume somente a isso. Preciso de mais, muito mais. Perdoei erros quase imperdoáveis só para te ter aqui junto a mim. Ainda hoje não consigo perceber o que falhou. Talvez a distancia, ou a falta dela.

Talvez não fosse o destino, não que acredite muito nele, mas quiçá. Talvez eu não tenha sido o que tu querias, nem tu o que eu precisava. Sinto tanto a tua falta, levaste tanto de mim quando foste embora. Ainda estou a tentar descobrir como preencher esse vazio, mas estou bem. A vida não se resume a isto, e pode ser que dê mais uma volta ou outras tantas. Agora pode estar tudo do avesso mas um dia irá ficar no seu devido lugar. Estou pronta para isso!

Fim.