Valeu a pena!

Vim só dizer que valeu a pena. 

Sair de casa,sentir saudades, vir para um lugar totalmente desconhecido..
Valeu a pena todas as noites de insónia, todos os contratempos, inclusive todos os vazios que muitas vezes sufocaram…

As saudades nunca desapareceram e a distância, essa foi e é cada vez maior.
Contudo, levo um mar de coisas positivas comigo.

Mudei, mudei muito e sinceramente não sei se foi para melhor. Era inevitável uma mudança, depois de determinadas ausências e esforços pelo caminho.

Nunca gostei de estar sozinha, nunca quis, em dias normais ir a algum lado sem que alguém estivesse comigo. Hoje, acho que faço isso melhor que ninguém.
Aprendi a contar apenas comigo, a guardar muitas das coisas, a explodir emoções interiormente e principalmente a dar valor a quem o tem.

Aprendi que existem pessoas que não merecem nada.

Cresci.

Todas as pessoas que eu não tive quando chegava a casa durante este tempo, fizeram com que eu desse valor quando as tive. E cada vez mais eu digo, se têm, dêem valor, por favor.

Tive de aprender novas medidas para fazer arroz, nos primeiros tempos fazia uma panela cheia dele como se me tivesse esquecido que aquilo era apenas para mim e que ia jantar sozinha. Nunca uma panela e uma colher de pau me fizeram chorar tanto, e juro, nem usei cebola.

Foram e hão de ser tempos difíceis, mas existem memórias, pessoas … e essas, se por aqui passaram, não foi de todo “porque sim”, tiveram um prepositivo e todas elas fizeram de mim o que hoje sou, foram todas as vivências que me fizeram um novo molde e mesmo quando não quis, as circunstâncias obrigaram-me a isso.

Vim só dizer isto tudo. Valeu a pena. Cada segundo !


PELA WEB

Loading...