Uma história

Esta história podia ser como qualquer outra, como qualquer conto de fadas, mas é apenas a história de dois jovens apaixonados. Ela, tímida, bonita e com uns olhos apaixonantes. Ele, doce, atraente e muito divertido.

Conheceram-se por acaso e não foi amor à primeira vista, como estamos habituados a ver nos filmes, mas no fundo sabiam que se iam amar. Eram o oposto um do outro, mas era isso que os completava, os espaços em branco de um preenchia os espaços em branco do outro. Eram seres humanos vulgares com defeitos, mas tornaram-se especiais um para o outro.

Não precisavam de juras nem de promessas de amor, o que tinham no momento era mais verdadeiro do que qualquer palavra dita em vão. Eles não passeavam de mãos dadas, não era necessário isso para as pessoas verem que se pertenciam um ao outro. Entrelaçados nos braços um do outro, não precisavam de falar, o silêncio falava por eles. Era no silêncio e na troca de olhares que proferiam as mais bonitas palavras de amor.

E isso bastava lhes, isso era suficiente para se amarem incondicionalmente.
Ela não exigia muito dele, não esperava presentes caros, uma simples flor arrancada do jardim chegava para lhe arrancar um sorriso. E ele ficava cada vez mais apaixonado com as poesias dela. E a verdade é que não precisavam de muito para se sentirem felizes, uma noite de verão deitados no asfalto a ver as estrelas era suficiente.

No entanto desapareceram, nunca mais ninguém os viu sentados no banco do jardim, onde brincavam como duas crianças mas se amavam como dois adultos. Aquele banco agora estava velho e a ferrugem ia degradando-o, parece que toda a felicidade fugiu daquele sítio. Outrora foi um lugar bonito, se calhar era o amor que o tornava assim, agora a relva está seca e as flores deixaram de existir ali. A doce melodia dos passarinhos, que envolvia aquele lugar numa sinfonia de sentimentos, deixou de se ouvir. O silêncio e a sombriedade tomaram conta daquele lugar.

O que será feito destes dois adolescentes apaixonados? Talvez andem por aí perdidos tentando-se encontrar para se amarem novamente.

Esta história pode não ter começado por “era uma vez”, mas talvez acabe com um “foram felizes para sempre”.


PELA WEB

Loading...