Uma história de amor. Incompleta, infeliz, mas de amor.

Eu não aguento mais, não aguento mais te olhar, não aguento mais essa dor que me persegue, não aguento mais não te ter, a cada hora do meu dia, a cada minuto, cada segundo existe uma certeza dentro de mim que grita por ti, nem as mais belas músicas, nem o trance mais pesado, não existe nada que me faça te esquecer!

Eu só queria fugir, para tentar esquecer tudo, tentar deixar pra trás coisas que, de certa forma, não são boas pra mim, mas que não saem da minha cabeça e do meu coração. Coisas que eu nunca imaginei sentir, e que, aos poucos, vão me consumindo.

Ando sem rumo, sem um lugar para ir, sem o que fazer. Ando por ai sem conseguir pensar em nada, preocupado com tudo, mesmo que este tudo não seja nada. Eu não sei o que dizer ou o que fazer, estou perdendo meu tempo, tudo está girando rápido de mais, preciso fazer alguma coisa, mas não posso, não posso fazer nada porque tenho medo. Tenho medo de te perder, tenho medo de perder tudo o que custei a ter, tenho medo de ficar sozinho, tenho medo de confiar em alguém, tenho medo de sair de casa, tenho medo de tudo, principalmente de tudo o que um dia eu julguei ser seguro.

Porque eu estou assim?

Porque eu quase te perdi uma vez e estou prestes a perder-te de novo, e com medo de perder pra sempre.

Tudo me faz lembrar de ti, tudo me faz lembrar o teu cheiro, teu sorriso, teus olhos, tua voz… Bate-me aquela tristeza, aquela saudade, parar de fingir que tá tudo bem, porque a verdade é que só eu mesmo sei quando eu estou bem e quando eu não estou, eu já parei de demonstrar meus sentimentos pelas pessoas, porque percebi que quanto mais eu faço isso mais as pessoas se afastam de mim, eu tenho medo de conhecer pessoas novas, medo de que algumas dessas pessoas, façam meu coração bater mais forte um dia, como bate por ti.

É uma mistura de saudade, tristeza. É algo inexplicável e incontrolável, pois tudo que vivi contigo foi como uma história de amor. Incompleta, infeliz, mas de amor. Não, eu não tive o meu final feliz.

São coisas que não fazem importância para ti mas que ainda me fazem chorar. Ter tanta coisa para dizer mas sem conseguir dizer. A minha mente repleta de pensamentos e lembranças que à um tempo atrás poderiam mudar muita coisa. Mesmo que tu não estejas aqui vou-te levar no coração, sabendo que um dia eu fui feliz, tu fizeste-me feliz, na esperança de que tudo um dia volte a ser como antes… E nada pode mudar isso, nada vai conseguir apagar todo o amor que eu senti e ainda sinto por ti.

É hora de seguir em frente e deixar partir.

Sempre iludido enquanto tu continuares nos meus pensamentos, esperando inutilmente, sem conseguir parar de amar e fazer doer. Meu maior desejo é te ver feliz. Tentei te ajudar e te proteger, mas se eu não fui capaz um outro alguém conseguirá.

Eu queria que tu estivesses aqui quando eu me sentisse sozinho. Estivesse aqui, nem que fosse para ouvir as minhas piadas ou os meus desabafos. Estivesse aqui quando eu precisasse de ti. Hoje eu sei o quanto tu me fizeste bem, o quanto me fizeste sorrir e chorar, o quanto me fizeste feliz, o quanto me fizeste crescer, tu fizeste me uma pessoa melhor.  Prometi não escrever mais sobre ti, então esse é meu último adeus, e meu ultimo eu te amo. Minhas piadas ou os meus desabafos. Estivesse aqui quando eu precisasse de ti.

Hoje eu sei o quanto tu me fizeste bem, o quanto me fizeste sorrir e chorar, o quanto me fizeste feliz, o quanto me fizeste crescer, tu fizeste me uma pessoa melhor.

Prometi não escrever mais sobre ti, então este é meu último adeus, e meu ultimo eu te amo.

PORSara Basto
Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...