Um só coração!

Respiro-te em casa batimento do meu coração,
Neste que te ama, neste que procura por ti nas horas tardias da noite em que espero por ti.

A saudade aqui é maior que tudo, maior que este meu corpo que arrefece sem o teu,
Maior que a força destas quatro paredes que nos protegem do Mundo lá fora.
Sou tão apaixonado por ti, tanto que o tempo parece ser pouco,
Tão pouco para te amar como tu mereces, para te dar tudo aquilo que te completa,
Em mim.

Quando te olho a ires-te embora, pela aquela janela gasta, o meu coração parte-se.
Preciso de ti para viver, para dar início à vida que nós os dois quisemos.
Em que prometemos sermos felizes desde o primeiro dia que não tivemos medo,
E que nos entregámos sem pudor, com todo o calor que apenas soubemos dar.
Por inteiro. Porque só assim conseguimos viver para sempre.

És a verdade de tudo aquilo que conjugo amor,
Das palavras que escrevo, das promessas que te faço,
Nas horas em que nos perdemos em abraços, em que nos envolvemos em prazer.

E, por mais que esta saudade teime em aparecer, eu sei que ela morrerá naquele beijo –
Naquele nosso encontro, naquela hora em que deixamos de ser dois, para sermos um só coração.