Tudo passa…

Já fez algum tempo de que aquilo que mais amava se foi embora, sem um último abraço, sem um último beijo, sem um último adeus, e sem uma única desculpa.

Dói sermos abandonados assim por quem gostamos? Se dói… É como se alguém nos estivesse a arrancar o coração e nós ainda vivos, a respiração torna-se ofegante, a pulsação dispara, perdemos a noção de tudo, os nossos sentidos escapam-nos a cada respiração, até que sentimos que estamos num beco escuro sem uma única saída. Isto tudo acontece em meros insignificantes segundos ou até minutos. Será motivo para dizer que o amor não presta? Claro que não! Quem não presta é a pessoa que nos faz pensar dessa maneira! Nem tudo é fácil nos relacionamentos, isso sabe-se bem, mas quando sabemos que estamos com a pessoa certa faz-se de tudo para poder superar qualquer recaída! Mas se for totalmente o contrário o melhor é deixar para lá, se não somos felizes, se passamos a maior parte do tempo a lamentar e a martirizarmo-nos de que tudo de mau que acontece é culpa nossa, ou até mesmo passar a maior parte do dia a chorar, então para isso é deixá-lo ir e mostrar-lhe o que perdeu.

Não fiques com medo de ficar sozinha e pensar “Se o deixar não tenho mais ninguém.”, então mas sendo assim, o que preferes? Ficar sozinha e encontrar alguém melhor, que te faça feliz e que ponha fim às tuas lágrimas? Ou continuar com aquele que mais te magoa a cada minuto que passa para teres alguém?

Quanto achas que vale a tua felicidade para ser estragada por um rapaz qualquer? O “tal” anda por aí e tu vais encontrá-lo.

Pensa nisso miúda.