Tudo aquilo que f*de o amor.

Sejam realistas… Não é essa farsa do «Quem quer arranja um jeito, quem não quer, arranja uma desculpa» que vai determinar o quão importante são na vida de alguém, por vezes a distância não é 10km e a verdade é que o combustível não está barato. Por vezes a noite de sexta é mesmo necessária para por o sono em dia. Por vezes aquele café no final da tarde tem de ser remarcado para outro dia. E isso nunca determinou amor.
Não se determina amor com palavras, aliás, não se determina amor.

Por vezes uma chamada é o melhor que consegues. Por vezes uma mensagem de boa noite é o que basta. Por vezes cinco minutos são suficientes. E então? Nem sempre é possível estar presente, nem sempre é preciso o aconchego do outro, além do mais, amor em demasia torna-se sufocativo. Por vezes não dá para responder mais cedo, outras vezes é impossível atender o telemóvel naquele exato momento, por vezes é complicado sair de casa ou ainda descer até ao alpendre.

O que f*de o amor é que as pessoas acham que é sempre preciso mais, que nunca é suficiente. Eu sei que por vezes a saudade é muita, outras, a vontade de estar com o outro esmaga tudo em ti, mas o facto de amar alguém não é só nutrir sentimentos, é aceitar que por vezes nem a vida está de acordo.

PORRachel Stefan
Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...