Tu és forte não deixes que a depressão te vença !


A depressão arrasta-se sobre ti, silenciosamente.

No inicio lidas contra as coisas mínimas, normalmente optas por ignorá-las.

É como se fosse uma dor de cabeça, que insiste que é temporária, que vai passar, que o efeito do comprimido fará amenizar a dor ou então simplesmente foi apenas mais um dia menos bom.

Mas não é.

Estás preso nesse estado mental.

Habituas-te a colocar uma máscara social, em que ninguém se apercebe da dor, somente vives no meio de tantos outros seres humanos, porque é isso mesmo que tens fazer, na teoria é o que os outros fazem.

No entanto o tempo vai passando, o problema não se resolve, tentas combater para te levantares todos os dias,começa cada vez mais difícil de o fazer.

É AÍ!! Nesse exacto momento que te apercebes que o fundo do poço está perto, aos poucos vais te afastando da família, amigos…

Isolaste por completo.

Toda a satisfação vai embora, o que te fazia feliz já não tem importância muito menos significado.

Tudo se torna doloroso.

De que vale continuar a tentar se nada te contenta?

É como se vivesses câmara lenta, aquela sensação que nunca mais estarás em paz e contigo mesma.

Apenas começas a recuar, parece tudo indiferente, é um enorme precipício entre ti e os outros. Auto-estima baixa, a enorme falta de propósito tornam-se insuportáveis.

Finalmente chegas à conclusão que essa vida que levas não é saudável.

Tens duas opções!

-Pedes ajuda.

-Pior dos cenários acabas com a tua vida.

Não escolhas esse caminho por favor, valoriza-te !

“Tu és forte não deixes que a depressão te vença!”