Trata-se de saudade sua. Maldição!

É madrugada e eu sei que já deveria estar dormindo, algo tem me perturbado e eu preciso desabafar. Soa um pouco desesperado se eu disser que estou pensando em você desde que me disse que ia dormir?

Ultimamente esses pensamentos estão vindo cada vez mais desordenados, é uma grande bagunça e eu consigo enxergar fibras de nós dois onde quer que olhe. Estava pesquisando nesse momento se era possível alguém amar outra pessoa até a morte sem que o sentimento desgaste-se…

Li seu mapa astral e todas nossas combinações no horóscopo possíveis. Desculpe-me caso esteja aparentando um pouco obsessivo, mas esse frio me lembrou do gênese das conversas, quando dois seres completamente opostos encontravam-se. E em cada sílaba compartilhada a certeza aumentava de que era daquela bagunça que minha vida certinha precisava.

Lembro de quando peguei uma foto sua e notei nos seus olhos uma cor que talvez seja diferente para todo mundo. E quando você sorriu e baixou a cabeça, num gesto que talvez nem Caravaggio captaria. Quando senti seu cheiro pela primeira vez e passei a menosprezar qualquer outro. Quando em um simples abraço percebi o quão dependente eu era. Quando passou pela minha cabeça cometer vários homicídios apenas por ele ter curtido mais de uma foto sua…

Notei que toda minha loucura não era problemas de saúde, nem surto ou qualquer ramificação. Trata-se de saudade sua. Maldição! Estou quase te ligando e dizendo que em menos de três horas chego aí.


PELA WEB

Loading...