Ténis cor de rosa

Os meus ténis cor de rosa têm poderes. Neles estão guardadas as minhas memórias secretas. Irei usá-los até não poder mais. Se um dia desaparecem, a minha essência desaparece com eles. Neles carrego o peso de alegrias e decepções, neles guardo o nosso primeiro beijo. Acho que guardo a nossa primeira vez em tudo. Cada passo que demos, eles presenciaram. O meu aniversário dos 19 anos foi importante, pois lá estavas tu a oferecer-me os meus ténis cor de rosa.

Agora que decidiste partir, permaneço eu, eles e os nossos segredos. Não consigo deitá-los fora, mas também jamais te conseguirei perceber. Estou a reaprender a viver sem ti, descalça deste objecto, mas muito bem guardado. Têm o poder de me acalmar em determinados momentos, e destruír-me noutros tantos instantes. Ainda me fazem sentir que valeu a pena, que te mereci. Fomos felizes, não podes negar. Vivemos momentos intensos eternizados neste rosa só meu.

Quem me dera que um dia me colocassem no teu caminho novamente.