Tenho saudades!

Bem, não sei por onde começar.

Sei que muito provavelmente nunca irás ler este texto, muito provavelmente nunca vou falar contigo sobre isto, mas mesmo assim vou escrever.

É assim, sinto saudades, muitas saudades!

Saudades do teu sorriso, da tua companhia, dos teus abraços, dos teus beijos, dos teus olhares, do teu toque, do teu cheiro, do teu cabelo, da tua essência, das tuas brincadeiras, das tuas cócegas, das tuas mordidas, dos teus olhos azuis, das nossas lutas, das nossas conversas, das nossas desavenças, dos nossos momentos!

Saudades tuas, saudades nossas, saudades de ti, saudades do meu porto de abrigo!

Penso que se calhar sinto a tua ausência porque gosto de estar contigo, gosto quando me das segurança, gosto quando me das conforto, gosto quando simplesmente estas ali em silêncio a abraçar-me, gosto quando me das atenção, gosto quando me proteges e gosto quando me agarras com força para que eu me sinta bem e não tenha medo!

Talvez seja isso que me puxa para ti, essa segurança e calmaria que me transmites, quando tudo parece estar mal basta um abraço teu para tudo melhorar!

És aquele que não demonstra sentimentos, aquele que se fecha com os seus próprios problemas, aquele que não pede ajuda a ninguém porque acha que consegue fazer tudo sozinho, aquele que tem um orgulho do tamanho do mundo!

Porque é que não guardas o orgulho e vais atrás do que te faz feliz?

Mesmo que ser feliz não inclua estares comigo, não importa, quero que sejas feliz comigo ou sem mim. Não quero que te magoes tanto quanto me magoaste a mim quando me ignoravas e não me davas atenção!

Talvez eu não tenha assim tantas saudades tuas, talvez eu tenha mais saudades dos nossos momentos, do nosso tempo, do nosso passado, talvez eu tenha saudades nossas e saudades do que eu era contigo!

Na tua boca sou uma menina querida e isso, uma amiga…

E o que sou nos teus pensamentos, o que sou no teu coração?

Uma coisa que me pergunto sempre: o que sou eu no teu passado?

O mais provável é ser só mais uma daquelas que esteve lá sempre que tu querias, talvez nunca me deste valor!

Ou será que eu sou alguém para ti, já me deste ou das me valor, ou só me vais dar valor quando me perderes de vez?


PELA WEB

Loading...