Tão só!

A cama está tão fria,

A solidão é dolorosa,

Esta saudade que se cria

Torna-se rancorosa.

Estás tão perto

Mas tão longe,

Meu destino é incerto

Teu olhar de mim se esconde.

No horizonte te vejo

No imenso céu tento te encontrar,

O que mais preciso

É poder te abraçar.

Perdida de mim

E do que tenho de melhor,

Não quero viver assim

Esta dor é do pior.

Sentir meu corpo arder

Por entre a lava de um vulcão,

Não posso perder

A alegria do meu coração.

Trago na lembrança

Um saco de bons instantes

E junto a esperança,

Foram momentos marcantes!

PORJoana Brito
Partilhar é cuidar!