SOMOS PORTUGAL! SOMOS CAMPEÕES DA EUROPA!

Ando para escrever este texto desde do dia 11… mas as emoções foram tantas que era difícil transcreve-las para aqui. Sim, eu sou daquelas pessoas (malucas) fanáticas quando o assunto é futebol. O Sporting é o meu clube do coração mas há qual quer coisa de especial na Selecção Nacional, talvez porque seja um símbolo da nossa nação. Talvez porque ache arrepiante ouvir milhares de pessoas a cantar o Hino. Ou talvez porque eu seja mesmo (maluquinha) fanática :)

Eu só sei que sabia. Eu sabia que desta vez ia ser diferente. Não me perguntem o porquê. Eu só sei que sabia! Não há uma explicação lógica, mas eu acreditei sempre, sempre…

Mesmo quando empatámos em todos os jogos da fase de grupos, eu sabia que íamos chegar à final.

Mesmo quando foi preciso esperarmos 117 minutos de jogo para ganharmos nos oitavos-de-final… eu sabia! E aí eu não só percebi, como senti e acreditei com toda a força deste mundo que não íamos chegar só à final, nós íamos ser campeões!

Quando nos quartos-de-final ficámos a perder logo em inicio de jogo, tudo o que vi nos rostos à minha volta foi desaire, foi decepção, foi falta de esperança, foi deitarem a toalha ao chão, literalmente! Mas nem aí eu acreditei que fossemos ser eliminados. A esperança e esta estranha certeza estiveram sempre comigo, sempre. E eis que aos 33 minutos de jogo Renato Sanches marca o golo da esperança. O sonho continuava!! Mas foi preciso irmos para penaltys… Cristiano Ronaldo marcou o primeiro, ou não fosse ele O CAPITÃO! O capitão que incentiva, o capitão que dá força, que dá esperança. O capitão que diz “anda, tu vais bater, tu bates bem!”. (São) Patrício, o guardião das nossas redes que foi considerado pela uefa o melhor do campeonato, conseguiu defender um e Quaresma marcou o que nos levou às meias-finais! Estava feito! O sonho continuava. E eu continuava a acreditar nas minha convicções, nós íamos chegar à final e íamos ser campeões.

Meias-finais… foi preciso chegarmos aos 50 minutos de jogo para vermos o nosso Capitão dar um salto do outro mundo e marcar o golo que alimentou o sonho de 11 milhões de portugueses!!!!! 3 minutos depois Nani cimentou esse sonho! Os minutos passaram, o árbitro apitou e fez-se história outra vez! 12 anos depois Portugal voltava a estar na final de uma grande competição. E aquela expressão de felicidade estampada na cara do nosso Capitão reflectia o espírito de uma nação inteira…

E eu? eu sabia que isto ia acontecer! Chamem-lhe feeling, chamem-lhe o quiserem. Eu só sei que sabia!

10 de Julho, dia da final. Exactamente um mês depois de se comemorar o dia de Portugal. Não podia ser só uma coincidência…
França, o país anfitrião, o país que tanto nos criticou e tanto nos tentou deitar a baixo, era agora o país que ia disputar a final connosco. Não podia ser só uma coincidência…
O dia chegou. Os 11 magníficos entraram em campo e com eles 11 milhões de portugueses cantaram o Hino mais bonito do mundo, bem alto! 11 milhões de portugueses que acreditavam no sonho!!!!

Os mesmos 11 milhões que minutos depois choraram com nosso Capitão! 12 anos depois voltamos a ver as lágrimas de Cristiano Ronaldo numa final, não porque a tivéssemos perdido, mas sim porque a vida (ou outra coisa qual quer) lhe pregou uma grande partida! Não merecia! Logo ele que tanto queria isto, que tanto lutou por isto, não merecia!

Eu e uma nação inteira assistimos perplexos, incrédulos e sem querermos acreditar. Eu e uma nação inteira chorámos… Mas uma borboleta posou-lhe no rosto enquanto se desfazia em lágrimas, a mesma borboleta que passou o resto do jogo a sobrevoar o banco de Portugal… Não podia ser só uma coincidência… Não podia!

O jogo continuou e Cristiano mostrou que é um verdadeiro líder! Um líder que mesmo fora de campo consegue comandar a sua equipa. Um líder que disse ao Éder “vais entrar e vais marcar o golo da vitória”…

E depois de termos sofrido, desesperado, lutado, nunca desistido e acreditado sempre. Depois de termos mostrado de que raça somos feitos. Depois de termos provado mais uma vez ao Mundo que temos sangue de conquistadores…

CONSEGUIMOS!
FIZEMOS HISTÓRIA!
SOMOS CAMPEÕES DA EUROPA!

É muita emoção. É muita alegria. É muito arrepio na espinha! É muito orgulho em fazer parte desta Nação valente e imortal! É um sentimento que não cabe no peito! Aconteceu magia naquele Stade de France!

Eu sabia! Eu sentia! Eu acreditei sempre!

Obrigada Portugal. Obrigada Rapazes. Obrigada Fernando Santos. Obrigada Nobre Povo. Obrigada Deus por me teres dado a oportunidade de viver este momento histórico que é ver o meu país sagrar-se campeão!

OBRIGADA!!!!