Somos o que sentimos!


Deparo-me num mundo com pessoas de mentes influenciadas. Pessoas que deixam de acreditar no amor, por pessoas que não souberam amar, afirmarem que o amor é isto e aquilo. Pessoas essas que muitas das vezes não passaram pela situação do outro e mesmo assim dizem ao mesmo o que deve fazer.

Como alguém pode afirmar convictamente que a paixão e o amor um dia termina?! Ter terminado para essa pessoa, mas não lhe dá o direito de dizer ao resto do mundo que irá acontecer a todos. Pode terminar na maioria dos casos, mas noutros, pode não acontecer. Para esses casos a palavra “exceção”!

O que muita das vezes acontece é que crescemos a ouvir os adultos, que na nossa cabeça são os que amam de verdade, a dizer que um dia isso tudo termina e nós vamos ouvindo e cismando nisso, posso até mesmo utilizar o verbo “acreditar”.

Crescemos e fazemos disso regra. Se a paixão terminou, ficamos desinteressados porque nos disseram que era o suposto acontecer, mas é ERRADO!

Por nós acreditarmos nisso, deixamos de lutar, de conquistar e reconquistar, deixamos de dizer à pessoa que está ao nosso lado o quanto ela é maravilhosa e o quanto somos gratos por a termos, deixamos de a surpreender, agradecer, correr atrás, deixamos a paixão ir embora e o amor ficar num ponto chato. Quando se ama de verdade, de tal modo que não se consegue dizer-se tudo o que se sente, ouvir a pessoa que amámos a declarar-se é das melhores sensações que a força divina consegue proporcionar-nos.

Não pensem que é chato dizer o que sentimos diariamente, mesmo que seja dito quase o mesmo todos os dias, ouvir quem amamos dizer “és fundamental na minha vida” e ouvir um “fica na minha vida que assim ela é melhor” é um sentimento inigualável. Chato é ter que levar com pessoas frustradas a dizer que nada do que eles não têm não existe, somente por isso, por eles não terem.

Ninguém pode afirmar que um dia algum sentimento termina, porque ninguém ama de igual modo. O que para alguém pode para ser um término de sentimentos, para outros pode ser um encontro de mais amor e paixão num coração desacreditado de fins de sentimentos contínuos bons. Não é por uma pessoa não ter tido o privilégio de ter a paixão e o amor vivo, que os outros também não tenham.

Eu desejo a toda a gente um amor grandioso e que dure pelo menos uma vida, muitas pessoas só têm amor para oferecer, outras só precisam de receber amor para acreditarem de novo nele, outras os dois. Lembrem-se que a pessoa que está ao vosso lado neste momento está à espera de um “és o amor da minha vida”, diz-lhe, ela ficará com um sorriso estampado no rosto. Não tenham medo de dizerem o que sentem, muitas vezes estão à espera de vos ouvir.

Eu acredito ter alguém ao meu lado que me olha e olhará como a sorte da vida dela, com orgulho, com admiração, com medo de me perder, com um amor que nem ela conseguirá expressar. Porque todos os dias, eu tento e faço por ser tudo isso para ela. Eu tenho alguém ao meu lado que me faz ver o mundo desta forma, que para mim é melhor do que aquele que todos falam.

Eu tenho a minha visão do amor, ela pode mudar, mas será por vivências, não por mentes alheias. Somos o que sentimos, não o que nos dizem para acreditar.

Estou confiante que um dia irei escrever de novo sobre este assunto e afirmar como exemplo vivo tudo o que aqui foi dito.