Sociedade sem noção!

Não sei como começar e sei que muito não vão gostar do que vou escrever mas a verdade é que já esta mais do que na hora de mudar a mentalidade desta sociedade sem noção. Tantas coisas passam debaixo dos nossos olhos… descriminação, violência, suicídios, problemas sem fim, preconceito entre tantas outras coisas e nem nos preocupamos em mudar isso!

Sim, eu sei que cada um tem a sua própria opinião, mas digam-me vocês que descriminam os outros qual é o gosto de colocarem para baixo quem não pensa nem age como vocês?! Digam-me qual é o gosto de criticar alguém por coisas simples, como a cor do cabelo ou pela maneira de vestir!

Este preconceito que não acaba torna-se destruidor, falam daquilo que não sabem… criticam mudanças sem se importarem com os motivos que levaram alguém a ser o que antes não era. Criticam o exterior, o estilo, o corpo e não se importam com aquilo que é importante: o interior, não se importam com o que as pessoas que criticam  sofrem… talvez se sintam superiores a criticar mas se passassem pelo que aqueles que são descriminados passam iam calar a boca e abrir os olhos… deixar a ignorância para trás. Quantos não são os problemas e suicídios provocados pelo tal do “ideal de beleza” criado pela sociedade?!

Pensem antes de criticar quem é frágil, porque bem lá no fundo talvez esse humano frágil seja mais forte do que vocês, sabem porquê? Porque não precisa de meter ninguém no chão para ser feliz nem para subir na vida! A tecnologia avança e sei que isso é necessário, mas caramba a sociedade só irá evoluir quando a mentalidade dos ignorantes mudar…não nego que existem ignorantes porque foram educados assim, pela força da ignorância, mas façam um esforço, mudem e evitem que os vossos filhos sigam os passos que vocês seguiram!

Os tempos mudaram, os adolescentes também sofrem e a maturidade não é a quantidade de tempo que se vive mas sim o que se vive. Talvez sejam poucos os que vêm necessidade de mudar e não seja possível, mas tentem mudar a vossa mentalidade, a mentalidade da realidade de tantas sociedades!