Sobreviver no vazio!

Percebi que te amava no segundo mais longo, mais doloroso em que te foste, culpa minha eu sei mas achava que não ia sentir a tua falta mas a tua presença faz-me falta, e a tua falta é a única coisa que sinto agora ,a cada sorriso teu , o meu coração aperta como se não me corresse sangue nas veias, e a cada palavra tudo, ai a cada palavra tua o ar falta-me , morro enquanto tu vives como sempre viveste.

Contigo o ar também me faltava, mas era porque te desejava mais do que a qualquer outra coisa, tremia porque o meu corpo exigia que me agarrasses , que me tocasses mas sem ti , sem ti não sou eu, sou apenas um saco de carne , cheio de um nada que me consome por dentro, até não doer mais, até não sentir mais nada. E assim continuo, tentando não te querer , impossível…

Amo-te! Quero-te! Mas continuo porque tem de ser, porque apesar de já não ter amor no coração nem paixão na alma, tenho tudo o que resta e se dizem que não é o fim de tudo, para mim é o começo do nada.

PORMaria Curto
Partilhar é cuidar!

RELACIONADOS




PELA WEB

Loading...