Só me deste restos e mais restos…

Disseste que o nosso relacionamento era para sempre. Prometeste-me amor, alegria e uma data de coisas, mas no fundo só me deste restos.

Restos de alegria, mas por breves momentos. Restos de amor, pois nunca me deste a devida atenção. Restos de sorrisos, os teus nunca se baseavam em mim, mas nas outras. Restos e mais restos.

Fizeste-me sentir pobre, ridícula e desprezada por todos. Uma coisa inútil, sem valor, sem utilidade. Fizeste de mim uma plena vagabunda. O pior é que mesmo assim ainda tou te a relembrar, pois tou a escrever sobre ti.

Mas escusas de tar orgulhoso, não te preocupes que isto não é saudade. Antes fosse. Admito que já tive, mas ainda não enxergava a realidade ou melhor dizendo o pesadelo.

Agora tou aqui, a viver melhor sem ti, com amor verdadeiro para dar a um cavalheiro, o meu primeiro príncipe encantado no mundo cheio de falsidade.

PORCarla Barbosa
Partilhar é cuidar!