Quem gosta da série “How I Met Your Mother” NÃO PODE LER ISTO

Esta crónica, como muitas outras dos Saia Na Saída neste espaço, é sobre uma relação. A minha relação com uma série chamada “How I Met Your Mother”, que terminou segunda-feira nos Estados Unidos e terça-feira no meu computador.

Foram 9 anos. A minha mais longa relação de sempre. E como todas as outras, isto acaba comigo em lágrimas e de regresso a maus hábitos: beber Martini pela noite dentro enquanto bato couro a séries que sei que nunca vão dar certo. Ainda hoje me arrependo de acordar ao lado de um episódio de Nurse Jackie!

Para quem ainda não viu… SPOILER ALERT: a Mãe chegou a Terminus com o Rick e a coisa não corre nada bem. Não…esperem, estou a fazer confusão. A Mãe morre!

serie-how-i-met-your-mother8

Exato, leram bem. Uma série cujo nome é “Como Eu Conheci a Tua Mãe” mata a Mãe. Numa notícia relacionada, li recentemente que Game of Thrones se resolve numa emocionante partida de Curling na Muralha do Gelo. O vencedor ganha o direito de se sentar no Trono de Ferro e decide meter uma almofada, porque aquilo é muito desconfortável.

Mas no fim da história, algures em 2030, depois de deixar perfeitamente claro que o Ted amou muito a Mãe e que já se passou um tempo aceitável desde a sua morte… ele volta para a Robin e a série termina.

E é neste momento que um familiar sentimento surge em mim. Acabaram comigo e, mesmo sabendo que devíamos ter acabado há 2 anos, a reação inicial é frustração. Sinto que podíamos ter feito as coisas doutra forma, mas fico frustrado porque sei que não voltarei a vê-la a não ser de passagem entre a Fox Life e a Fox Death.

Ao início vou preferir evita-la, mas com os anos, sei que não há motivo nenhum para ficar chateado com algo em que investi tanto tempo. Tiro a mesma lição que já tinha tirado com o meu grande primeiro amor, o Lost: é preciso disfrutar de todos os momentos, bons e maus, e no fim apreciar a viagem em que me deixei levar, sem rancores.

Porque não existe só UMA grande série na vida. O ser humano está feito para se apaixonar por histórias e pessoas, e só um tolo desiste ao fim da primeira série…

Hugo Rosa é um humorista, pertencente ao grupo Saia Na Saída. Os 3 membros do grupo vão alternadamente postar crónicas humorísticas sobre as suas relações. Esperam-se gargalhadas, lágrimas e um aumento do consumo de barras de chocolate Milka… daquelas com a bolacha por dentro!

Partilhar é cuidar!