Será sempre um até já…

E de repente olho para o lado e já se passaram quase três anos, desde que tu tiveste que partir. Todos os dias me lembro do momento em que me deste a noticia que te ias embora, fui a primeira pessoa a saber, era a única que estava em casa na altura, fui eu que tive de tratar de tudo para a tua ida, na altura não entendia bem o que estava a acontecer a minha volta não estava em mim, mesmo quando já tinha o bilhete nas minhas mãos não reagia, com apenas 14 anos tive que reagir a partida de uma das pessoas que eu mais amo, o meu Pai, com a tua partida fui obrigada a crescer rápido a saltara a frente a minha adolescência, nunca fui uma criança como as outras da minha idade e por vezes impedida de fazer as coisas que era da minha idade fazer.

Só entrei na realidade que tudo isto era verdade quando estava no aeroporto na hora da despedida onde eu já não conseguia dizer uma única palavra, pois estava completamente destroçada e a chorar, e não era a única, a mãe e o meu irmão também.

Não te culpo por teres ido embora de um dia para o outro porque se te foste embora foi porque querias dar uma vida melhor tanto a mim como a minha mãe e ao meu irmão, mesmo ambos já estarem a trabalhar, eu sei que foste obrigado a ir porque ficaste sem trabalho e sem receber durante meses, a agora só te vejo de vez em quando, durante uns dias e depois voltas para o teu emprego.

Sempre foste quem me dava apoio nas minhas escolhas quando mais ninguém me apoiava, sempre tive uma ótima relação contigo por vezes ate melhor contigo do que com a mãe, e mesmo longe um do outro continuamos a ter 2 meses depois de te teres ido embora o mano também praticamente se foi só esta em casa ao fim de semana e nem é sempre e mesmo assim esta sempre com a namorada, atualmente é quase impossível conseguir viver só com a mãe está sempre mal disposta descarrega tudo em mim, já não aguento isto.

E agora são tantos os quilómetros que nos separam, podemos falar praticamente todos os dias mas mesmo assim sinto tantas saudades tuas, espero todos os dias que tudo isto acabe, queria que voltasses para casa todos os dias como antes, deixava de reclamar dos dias em que esperava horas para jantar e por vezes adormeci na tua cama e quando chegavas a casa me levavas ao colo para a minha cama, da ultima vez em que estivemos juntos eu fiquei doente e quem é que la estava para me ajudar, eras tu, sempre preocupado desta vez podias estar perto, mas mesmo quando estavas longe ligavas-me tantas vezes para ver se eu estava melhor.

Como diz a minha prima queria viver em casa do tio, quando eles estão todos juntos parece uma festa, e ela tem razão para mim é a melhor festa de todas, e agora a uns meses de fazer 18 anos queria que estivesses comigo no dia que vai ser muito importante, mas eu sei que vai ser praticamente impossível estares ca, mas não é por isso que a nossa relação vai mudar, e um dia quando te perder não sei como vou reagir acho que nesse mesmo dia metade de mim se vai e existe uma palavra que sempre te vou dizer ate ao meu ultimo dia de vida vai ser AMO-TE e nunca deixes de ser quem és comigo.

PORAna Sousa
Partilhar é cuidar!