Ser eterno, Ser feliz!

Quero ser pintado;
Num azulejo;
De cores ornamentado;
Deveras eu desejo…

Porque assim;
Serei imortal;
Não terá fim;
A minha imagem real…

Desta feita o meu mural;
Servirá de inspiração;
Para quem almeja um mundo frugal;
Despojado de maldição…

Lembrar-se-ão dos meus ideais;
Das mnemónicas que eu eternizava;
E talvez dor exista jamais;
No coração de quem a agudizava…

Mas não tenham ilusões;
Não quero fama;
Somente que tomem decisões;
Sem recurso a qualquer trama…

A vida pode ser inédita;
Frenética e feliz;
Basta uma índole sintética;
E ignorar o lixo que se diz…