Ser Emigrante…

Vou-te contar uma coisa, sabes o que é ser imigrante?

Pois muitos pensam, que nós emigrantes, saímos do nosso País e que já ficamos ricos, muitos pensam que só porque muitos vão de ferias para Portugal e levam altos carrões que eles já são ricos, que e só chegar a outro País abanar a árvore do dinheiro e já esta, seria bom mas não e bem assim!

Nós emigrantes, temos de sair de casa, às vezes às 6 da manhã, ou trabalham mesmo no turno da noite, até ao amanhecer.

Alguns tem a sorte de trabalhar na área que estudaram, mas outros, e que são muitos, não.

Limpar sanitas, aqui não é vergonha, tirar lixo aqui não é vergonha, limpar chão, aqui não é vergonha, aqui não podes exigir muito.

Mas és respeitado, ninguém olha para ti de lado, ninguém te trata como inferior, porque estamos aqui todos para o mesmo.

Muitos não saem do seu País por querer, mas sim porque é preciso, porque ninguém quer sair do seu lar, do seu conforto, da sua vida boa, da praia maravilhosa, do vento suave, do sol brilhante e vir para um País frio, que só existe chuva, como em Londres por exemplo.

Nós choramos, nós sentimo-nos sozinhos, sentimos que aqui não é o nosso lugar, podemos ter tudo neste País, ter carro, bons trabalhos se falarmos a língua, ter tudo, mas tens de trabalhar duro.

Mas nunca te vais sentir completo, vão haver dias tristes, não vais ver os teus pais ou avós a envelhecer, não vais ver a evolução de quem mais amas, quando chegas a Portugal, és adorados por todos, todos aqueles que quando estavas lá nem olhavam para ti, nem sequer se preocupavam.

E também vai haver aquelas pessoas que quando estavas lá era uma pessoa presente, e de repente, quando vais, já nem te conhecem.

O que sentes? Tristeza e Desilusão.

Porque?

Talvez tu que nunca saíste daí do nosso País nunca irás perceber, mas quem está fora vai compreender, porque é duro, muito duro!

Dá vontade de desistir, muitas vezes, mas também o que o nosso País nos vai dar a mais a não ser bom sol, um estilo de vida melhor mas para que isso tudo se não temos o dinheiro, esse papel que sem ele nos não somos nada.

PORJanne Peixoto
Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...