Sentir saudade não é bom e ponto.

"Das coisas que o amor nos traz, a saudade é a mais cruel. Afinal de contas, sentir saudade não é bom. Não acho. Não acredito que alguém ache. Tipo: “nossa que saudade boa”, nunca ouvi isso. Partindo da premissa de que quando amas queres estar perto da pessoa que amas, então sentir saudade não é bom e ponto (...)"

Das coisas que o amor nos traz, a saudade é a mais cruel. Afinal de contas, sentir saudade não é bom. Não acho. Não acredito que alguém ache. Tipo: “nossa que saudade boa”, nunca ouvi isso. Partindo da premissa de que quando amas queres estar perto da pessoa que amas, então sentir saudade não é bom e ponto, vamos combinar assim para que este meu devaneio faça sentido.

Se sentes saudade de alguém (vamos falar de sentimentos ok?), então sentes de alguém que está longe, ou na pior das hipóteses, não vai voltar. Nesse último caso, lamento muito, pois essa saudade vai doer em dobro, triplo ou quádruplo, tudo depende da quantidade de amor que sentes. A medida da saudade é a medida do amor.

Mas se o teu problema é só distância e tempo, tenho uma boa notícia para ti: isso passa. Há várias maneiras de abreviar o tempo e a distância, todas elas vão te dar um trabalho enorme, mas todas valem a pena. E, é claro, isso tudo passa porque o tempo passa a distância acaba e a saudade desaparece.

Quando Wendy perguntou para o Peter Pan como chegar à Terra do Nunca, ele respondeu: segunda estrela à direita, sempre em frente até ao amanhecer. Então, quando sentires saudades, vai para a janela e segue a segunda estrela à direita. Eu sei, não funciona. Vai à janela, olha as estrelas, imagina a pessoa que amas a olhá-las também, dá um suspiro e deita-te a dormir. Essa porra não funciona.

És um privilegiado, pois hoje as redes sociais colocam-te perto de quem amas e eu sei: isso também não é o bastante (Se estás a reclamar agora queria ver-te aguentar a porcaria que era quando o mundo vivia a escrever cartas e a esperar o carteiro passar…).

Mas, a saudade não é uma torrente de paixão, uma emoção diferente como diz a música, saudade é uma cena que nasceu para não existir, uma angústia que às vezes alcança a dor física, não é negócio de Deus. Então, se a saudade hoje é inevitável, aproveita cada segundo quando a saudade der lugar à presença!

Mede o tempo, encurta a distância e quando acordares já não vais precisar sentir saudade. Nem mesmo saudade de quando ainda sentias saudade (lembras-te que combinamos nos parágrafos em cima que esse negócio era uma merda não é?). Resiste, persiste e mantém-te firme. Não deixarás um sentimento assim como esse derrubar-te. Pois então: engole as lágrimas, pega a segunda estrela à direita e segue sempre em frente até ao amanhecer.