Se.. fosse, se pudesse, se…

Se pudesse voltaria atrás e mudava tudo,tudo o que correu mal em nós. Sempre achei que valesses a pena, passou-se tanta coisa entre nós e deixei-te ir. Perdi-te.

Desculpa. Desculpa,por ter-te deixado mal muita vez,por mesmo sem dar conta ter sido arrogante e áspera contigo e tu sem culpa. Com estas coisas parvas perdi-te para sempre. Eu sei e vejo que estás feliz. Sabes uma coisa? Lá no fundo eu fico feliz por ti. Mereces. Mereces que alguém goste de ti. Também gostei ou gosto,nem sei…

Vejo-te quase todos os dias e nesses “quase todos os dias” eu todos os dias morro de saudades tuas,quando te vejo sinto que não me vês e quando ,na minha cabeça, estico o braço para te falar,já tu passas-te.

Sabes quantas vezes planeei ,o discurso para te fazer, na minha cabeça? Demasiadas. Quando te vejo perco a coragem e fico como uma criança com medo,medo que não me queiras ouvir e não só.. Fico a tremer por dentro,por pensar nisso. Sim,tu ainda deixas umas borboletas em mim, arrepios e calafrios quando passas. Ainda causas esse efeito em mim. Fizeste as “malas” e levas-te tudo contigo,menos as lembranças e as memórias que continuam aqui na minha cabeça. São elas que me fazem recordar-te todos os dias.

Passas e deixas um bocadinho de ti. Tudo se acumula.

Dia após dia,espero que sem notar, estejas a sair da minha vida. Mas não vás por completo,gosto de te reviver e te lembrar e naquelas vezes mais ocasionais quando te esqueço,lembro-me novamente.

Foi bom enquanto te tive a meu lado,enquanto pude usufruir da tua ,insubstituível,companhia.

Posso estar a morrer de saudades tuas mas não o quero admitir se o fizer de uma maneira que todos vejam,tu também vez e isso não! Quero que vejas que estou plenamente bem e segura do que quero. Posso estar tudo e mais alguma coisa,mas tu,não verás e não saberás.

Vens todos os dias à memória e eu gosto e  deixo que entres e te sentes comigo.

Contudo, já não estás presente,nem vais estar mais e eu já me conformei com isso. Conformei-me com o que sem dar conta deixei ir e com o que aproveitou e foi sem fazer força para ficar,percebo-te.

Obrigada,mesmo sabendo que não vais ler nada disto.


RELACIONADOS




PELA WEB

Loading...