Santo Deus como ela é linda…

"ela transborda elegância. Já para não falar quando a vejo nua por entre os lençóis da nossa cama, aí cai o Carmo e a Trindade, fico sem fôlego só de contemplar tal beldade em sua plena naturalidade. "

Ai santo Deus como ela é linda… não dá nem para acreditar que é possível alguém ter criado uma obra de arte tão perfeita.

Obra de arte sim, porque se não assim a consideram, deviam. Aquelas curvas torneadas, a sua pele com um toque tão sedoso … ai aquelas curvas como me perco nelas. Aquele cabelo de tom avelã e aqueles olhos cor de esmeralda parecem ter sido pintados cuidadosamente à mão com o pincel mais suave e perfeccionista de sempre, toda ela parece uma escultura perfeita do ser humano mais belo à face da terra e se ela não é uma obra de arte então eu não sei o que é arte.

Chego a casa depois de mais um dia de trabalho e vejo-a todos os fins de tarde, na varanda, tomando o seu chá de menta predileto, cabelo apanhado num coque, metida entre livros, cadernos, lápis e canetas, embrulhada nos seus pensamentos, tentado escrever mais um dos seus textos que tanto gosta de escrever … e escreve textos tão lindos e profundos, ai como gosto de lê-los.

É ao apreciá-la, sem que ela dê por mim, que entendo a minha paixão por ela. Como não me apaixonar por um ser tão belo e magnifico como ela? Como se a beleza não bastasse ainda alia a sua tamanha formosura a uma mente de uma inteligência suprema. Impossível de não se apaixonarem por ela, acredito até que alguns já estejam apaixonados só de ler o que escrevo sobre ela, não será verdade? Aposto que sim.

Não importa se ela está de vestido e salto alto ou se apenas traz vestida uma camisa antiga e gasta e uns chinelos, ela transborda elegância. Já para não falar quando a vejo nua por entre os lençóis da nossa cama, aí cai o Carmo e a Trindade, fico sem fôlego só de contemplar tal beldade em sua plena naturalidade.

Às vezes questiono-me como é possível que eu tenha tido a graça e a honra de conhecer esta mulher tão bela, questiono-me ainda mais como foi possível que eu tenha tido a sorte de que ela se apaixonasse por mim, um tão simplório ser, mas ela diz-me que me ama e que sou o homem da vida dela, todas as noites, com um olhar tão terno e tão vazio de falsidade que eu deixo as questões de lado e aceito apenas essa tremenda sorte de a ter, acreditando em cada palavra e guardando-a com intensidade no coração.

Sou o homem mais sortudo que existe, disso não tenho dúvidas. Posso até nem ter a maior fortuna do mundo mas tenho com certeza a maior riqueza. Tenho-a a ela, o seu verdadeiro amor e sua mais profunda entrega e só isso importa, afinal de contas, é só isso que levarei desta vida.


RELACIONADOS




PELA WEB

Loading...