Resolvi escrever sobre mim…

Eu estou longe de ser perfeita, embora já me tenham dito umas quantas vezes que o sou.

Eu sei que sou diferente de tudo aquilo que já viste.

Eu sou aquilo que muitos apelidam de “uma num milhão”… Sim, eu sei bem que o sou!

Eu desde cedo que tentei marcar a diferença, demarcar-me das outras crianças na escola… não porque quisesse ser diferente, mas porque sempre o fui, a diferença sempre fez parte de mim! Para mim sempre foi mais importante o “eu ser feliz”, do que tentar encontrar a felicidade seja no que for. Daí que nunca poderia ser igual ao resto do mundo, que tenta achar o contentamento no exterior, ao invés de buscá-lo dentro de si.

Eu tento por vezes ser igual ao resto do mundo, misturar-me e fazer o que todos os outros fazem, na esperança vã de ser feliz assim, o que acaba por obviamente não resultar…

Eu sei que sou diferente porra!! Eu sou tão diferente, que às vezes torna-se difícil ser eu, porque ninguém me parece compreender, sinto mesmo que falo outra língua, até porque às vezes o que sinto não dá sequer para explicar por palavras, seja em que linguagem for e sim, só queria que alguém me compreende-se sem eu sequer ter de falar!

Eu sou aquela menina mulher que é independente, resolvida e não deixa que ninguém a controle! Eu faço o que quero e me apetece, sem receios e sem pensar no que o resto do mundo pensa sobre isso… Sou até bastante destemida e louca!! Se eu sou assim, porque deixo que me definas?! Porque deixo eu que me controles, tão descontroladamente?! Porque estou para aqui a escrever sobre ti, quando decidi que este texto ia ser sobre mim?!.. Não sei, não sei mesmo, só sei que nada disto faz sentido, sinto que já nem sei mais quem sou eu!!

Só quero poder voltar a dizer…

Eu sei que sou especial, Eu sei!