Recordaste quando subimos a rua pela última vez?

Recordaste quando subimos a rua pela última vez? Pois é, imaginava que não te recordasses. Mas eu recordo, e recordo-me tão bem como se tivesse sido ontem que tudo aconteceu.

Tu estavas sem carro e decidimos ir de autocarro para casa. A nossa paragem ficava a 750 metros da porta do teu prédio. Estava um dia primaveril, daqueles dias em que saímos e não sabemos se vai estar frio ou calor. E como é normal em mim, opto sempre por vestir pouca roupa! Nesse dia, estava um calor abafado mas o céu mantinha-se escuro, assinalava que iria haver trovoada. Mal saímos do autocarro começamos a subir a rua rumo a casa mas…oh não, maldito vício o meu de andar de saltos altos!

Com dores nos pés e a transpirar por todo o lado agarrei-me a ti para que me ajudasses. Também tu estavas cansado e recusaste ajudar-me, mas lá chegámos ao fim da rua e avistámos a porta de casa…enfim o merecido descanso!

Como eu amava entrar em casa contigo, naquele cantinho só nosso! Já tinha a rotina habitual. Ia direita à sala, pousava a carteira e descalçava-me. Logo de seguida calçava os teus chinelos que estavam debaixo do armário da casa de banho e a seguir corria para a cozinha para te abraçar, beijar e dizer que te amava ao ouvido, enquanto tu irritado pedias que te largasse porque estavas para fazer algo importante e enquanto não o fizesses stressavas. E eu já sabia que reagias assim, mas mesmo assim fazia-o. Recordaste amor? Eu não me esqueço disto um único dia.

Depois costumávamos lanchar e de seguida ir para o facebook. Sim, até disso eu tenho saudades!
Ainda tenho saudades de quando abrias o teu e-mail e me pedias para virar a cara quando introduzias a password e de como eu ficava furiosa cada vez que me pedias isso. Oh bons velhos tempos!

Amava as nossas tardes no sofá, ou as noites a ver o walking dead, em que eu não me podia mexer para não te atrapalhar porque era a tua série favorita ou falar porque querias estar com a máxima atenção. E eu que até não gostava muito daquilo habituei-me a ver o walking dead só porque tu gostavas. Eu amava-te e só para puder estar ali abraçadinha a ti via a série contigo!

E depois adormecíamos no sofá, ou íamos jantar no fim de tudo isso!
Se tenho saudades? Sim, tenho, e são muitas! Como poderia não ter?

Mas a vida segue em frente e eu só me questiono como é possível com tudo o que passámos que me consigas ignorar.

Como é possível que nada tenha tido influência em ti?
O que é tudo isso? orgulho? Até quando vais continuar a sofrer e a fazer-me sofrer?
Uma última questão! Agora já te recordas da última vez que subimos a rua?


PELA WEB

Loading...