Quero-te!

Quero-te assim sem culpa, sem porquês e sem para quês, quero-te sem muros nem barreiras, que eu própria ergo sem saber porquê. Não sei se te quero mas ao mesmo tempo quero-te sem saber o porquê de te querer. Não é fácil querer-te e ao mesmo tempo afastar-te sempre que sei que me queres. É difícil querer e não fazer nada para te ter. Mas quero-te e sei que te quero mas penso em todos os motivos que existem para não te querer e depois digo que não te quero.

Mas quero.

Quero que me abraces, que me beijes, que sejas meu. Que me digas que me queres e que me queiras realmente, mas penso que se calhar não me queres e lá volto eu a erguer muros e a mostrar que sou mais fraca do que quero parecer e que nem sei se sei o que quero.

Não quero que me queiras mas ao mesmo tempo não quero que não me queiras.
Vivo dentro das muralhas que eu própria levanto há minha volta e quero que tentes passar essas muralhas, mas sou a primeira a não mostrar que existe algo dentro das muralhas pelo qual vale a pena atravessá-las.

Quero valer a pena mas não sei se vale a pena derrubares as paredes do meu coração porque não sei se é possível voltar a ergue-las se não funcionar. Quero que funcione mas imagino sempre o pior de ti e o pior de mim e assim nunca irá funcionar. Nem sei se realmente alguma vez algo irá funcionar comigo.

Quero que me protejas mas que me deixes ser eu, que me digas “eu estou lá para ti” e que realmente estejas comigo quando eu precisar.

Quero ser eu contigo e que sejas tu comigo porque é assim que gosto de ti. Não quero que mudes por mim mas quero que me faças ser o melhor de mim. Contigo eu quero ser aquilo que não sou com ninguém, eu própria sem qualquer filtro. Quero que me queiras por aquilo que sou e por aquilo que posso ser contigo.

Quero que me faças esquecer os muros e que me ajudes a derrubá-los sem que no fim eu fique com vontade de os voltar a erguer. Eu sei que é a ti que quero dentro deste mundo só meu mas quero que consigas entrar porque sozinha eu não consigo deixar de ser esta pessoa fria que aparento. Quero que queiras conhecer o que ninguém conhece e continuar a querer-me mesmo com todos os meus defeitos.

Não quero que me digas que tudo vai dar certo, quero que estejas comigo cada vez que algo der errado e acredita que comigo há sempre alguma coisa que dá errado.


PELA WEB

Loading...