Querida eu…

Por muito estranho que isto possa parecer, eu sou tu. Já passei pelo que estás a passar e já vivi o que estás a viver. Sei exatamente o que sentes, como sentes e quando sentes.

Vou ser muito realista e direta. A tua vida é uma merda! Já sofreste muito, e, acredita em mim, ainda tens muito que sofrer. Olhando para o teu passado pode parecer-te injusto eu dizer-te que ainda tens muito para sofrer, mas, a realidade é exatamente essa. És muito nova e tens a vida toda pela frente, por isso, é completamente natural que ainda sofras muito. Vais chorar noites seguidas, fechada no teu quarto, deitada na tua cama olhando para o teto e ouvindo música. Vais ficar horas a pensar no ‘’porquê’’ de tudo o que te acontece. Vais tentar arranjar, em vão, desculpas que possam justificar os teus maiores problemas. Vais ser assombrada pelo teu passado vezes e vezes sem conta. Irás ver o teu mundo, completamente, desfeito. Vais tentar desistir de tudo várias vezes e de várias maneiras. Tudo, para ti, deixará de fazer sentido.

Sim, a tua vida será assim. Mas, não penses que está tudo perdido. Uma vida não se perde a não ser que tu queiras. O teu subconsciente tem sempre a força suficiente para continuar a lutar e mudar, mas o esforço tem de ser teu. Da mesma maneira que uma caneta não escreve sem que alguém a utilize, as mudanças não ocorrem sem ações ou motivações. Sei que dói, sei que custa, sei que nos tira todas as forças, mas, a realidade é demasiado simples para que a compliquemos.

Não penses que tens força suficiente para lidar com todos os teus problemas sozinha sem que ninguém se aperceba deles, porque não tens. Haverá, sempre, alguém que consiga decifrar o teu olhar indecifrável, e, que te ajude a lidar com tudo isso. Até essa pessoa aparecer não desanimes. Não te afundes na solidão da música depressiva e na escuridão do teu quarto. Não te escondas na casa de banho da escola. Não percas a dignidade. Se for para sofrer, sofre de cabeça erguida e luta por ti. Mantém-te fiel a ti própria.

Nunca te esqueças dos teus objetivos. Luta pelo que mereces, não só pelo que queres. Se não lutares pelo que queres, não chores pelo que perdes. Mesmo que não consigas ajudar outros, não desanimes, não te culpes nem te julgues. Vive por ti com a ajuda de quem Realmente te merece e ama. Acredita nas tuas qualidades, pois elas são reais.

Vive um dia de cada vez, com calma. Não penses demasiado no ontem nem no amanhã. O que é passado fica no passado, senão chamava-se presente. O futuro é demasiado incerto para adivinhares. Deixa cair a máscara e larga o guião de atriz que pensas que deves seguir todos os dias. Desiste do papel de rapariga sempre bem disposta, rapariga que tem sempre tudo controlado e de rapariga que não sofre com facilidade. Assume-te como Realmente és: Um ser humano com sentimentos, feridas e cicatrizes. É verdade que as cicatrizes lembram-nos de que o passado é real, mas tu é que tens de parar de contar cada cicatriz que tens no corpo e relembrar a sua história.

Não mudes pelos outros, a não ser que seja para melhor. Cada um deve aceitar-te como és e não como gostava que fosses. Faz isso também com os outros. Aceita-os como são. Não desistas de amar. Ama quem te ama. Ama os teus Verdadeiros amigos, ama a tua Verdadeira família e ama quem Realmente te merece na sua vida. Para de criar esperanças em relação a tudo à tua volta. Espera apenas por aquilo que Realmente vem.

Não te rebaixes sempre em relação aos outros, mas, também, não penses que, ao te fazeres superior, as coisas vão mudar. Não te rebaixes para não acabares sendo usada e não te enalteças para não acabares sozinha.

Se não pretendes mudar nada na sociedade, para de criticar. Se queres ver melhorias trabalha por elas. Não tentes mudar o mundo, pois não és, nem nunca serás, a super mulher. Se queres ver mudanças começa por mudar-te a ti própria.

Digo-te o básico e tu acabarás por raciocinar mais além. Acabarás por adaptar todas as tuas conclusões à tua vida e às mudanças que queres tomar. Sei que és suficientemente inteligente para perceber o que quero dizer. Aconteça o que acontecer não desesperes, porque todas as tempestades são temporárias. Se vires que estás a ter recaídas, relê isto até começares a ver luz em vez de escuridão, pensa em quem te ama e em quem tu amas. Tudo o que acabei de te dizer não vai mudar nem resolver os teus problemas, mas pode melhorar a maneira como olhas e lidas com eles.

Continua vivendo… um dia de cada vez.

PORNídia Valente
Partilhar é cuidar!