Queria-te aqui…

Agora que sabes o que é viver com, é cada vez mais difícil viver sem.

Onde estão as mensagens ?

Aquelas que trocavam no inicio de tudo, que a faziam ficar a rir para o telemóvel ao acordar..

As que mesmo sem tu saberes a deixavam com uma leveza e felicidade profunda na alma.

Onde está a presença mesmo na distância?

Ela sente falta de tudo e de nada. Queria-te aqui, como antes.

Queria-te aqui com  o mesmo empenho, com o mesmo amor, com os mesmos olhos..

Com a mesma precisão nas palavras, nos sentimentos e sobretudo nas ações.

Porque é que mudaste?

Porque é que a paciência se esgotou quando ela mais precisava ?

Agora, as palavras pouco servem…já não a ouves por mais que ela te grite.

Já não a abraças quando ela choro.

Não queres saber como se tem aguentado e agora, até ela se esforça para que não saibas.

Já quase não recebe mensagens tuas e também já caiu em si e viu que o facto de ser ela a mandar só ia piorar a sua situação, porque enquanto tu já tinhas mil uma desculpas para lhe dar quando ela te perguntasse o porque de não lhe teres dito nada, ela esperava por uma mensagem tua, esperava que acima de tudo, te lembrasses dela.

Questionou-se inúmeras vezes no que diz respeito à vontade incontrolável que tinham para estarem juntos?

A dela continua aqui, porém, sozinha.

Ela, chegou a implorar-te atenção,  pediu-te carinho… pegou-te na mão e pôs na sua cara em tom de mimo.

Agora não. Achou que estava na hora de parar de pedir o que devia ter sido sempre dado de livre vontade.

E pede desculpa.

Por isto e por aquilo.

Por todas as vezes que se importou, esperneou , quando não aguentou e chorou.

Foi difícil para ela assistir a toda a tua mudança, ver que os teus planos deixaram de a incluir e não lhe digas, “ Cada um tem de ver o que é melhor para si”, porque quando tu gostas realmente de uma pessoa, não  há nada que tu faças, que não queiras que ela faça também, não há lugar nenhum que queiras ir se ela não te vai acompanhar , porque nunca nenhum lugar vai ser tão bom como o que ocupas ao lado dela.

Ouviu inúmeras vezes uma musica que em tempos lhe enviaste, “Ry Cuming – Always Remember Me”, lembrou-se da primeira descrição que tu tiveras posto na vossa primeira foto publicada e chorou. Chorou muito e tudo, tanto que agora já nada mais resta naqueles olhos com uma mistura de verde, azul e cinza, se não um olhar profundo de quem deu tudo e já nada tem. Não que não queira, mas porque lhe faltam as forças.

Já pouco ou nada ela pode fazer, a não ser esperar.

Então ela espera. Espera e reza para que te dês de conta disto, antes que seja tarde e já não haja mais tempo de espera.

Queria-te aqui comigo como antes, mas queria ainda mais que quisesses  estar.


RELACIONADOS




PELA WEB

Loading...