Quem sou eu para impedir a tua felicidade?

Por vezes, o amor não é o suficiente. Não é o suficiente para segurar uma relação, para manter dois corpos unidos, para manter-me para sempre contigo. É complicado quando os nossos feitios não combinam, quando surgem mais discussões do que momentos felizes, mais tristeza que felicidade…

É complicado quando sei que não posso estar mais a teu lado porque não somos compatíveis… É complicado imaginar-te com outra. Imaginar outra fazer-te feliz, tocar-te onde eu te toquei, beijar-te onde eu te beijei, dizer-te palavras como eu te disse.

É complicado saber que serei sempre tua mas não posso estar contigo. É complicado saber que não sou eu que te vou fazer feliz para o resto da tua vida, que não vais ser tu o homem com quem vou casar, o pai dos meus filhos, com quem irei envelhecer. É complicado.

Mas, quem sou eu para impedir a tua felicidade? Quem sou eu, na verdade? A mulher que nunca te poderá ser feliz, que nunca terá uma vida em comum contigo… tudo porque não nos suportamos. Eu espero, imensamente, que sejas feliz. Comigo ou sem mim. Porque quando tu estás feliz, eu estou feliz. Comigo ou sem mim. Que tudo de bom aconteça na tua vida… Comigo ou sem mim. E que saibas que serei eternamente tua. Contigo ou sem ti.

PORAlexandra C. R.
Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...