Posso dizer que te amo e ouvir que me amas de volta?

Sei que te amei quando não consegui imaginar um futuro sem ti, quando falo coisas que não quero, quando os sentimentos estão a flor da pele, quando te odeio mas amo-te ainda mais. Sei que te amei quando sentia as borboletas no estômago antes de ir ter contigo. Sei que te amei quando estavas longe de mim eu te sentia em mim.

E foram os sorrisos roubados, os beijos devolvidos e a saudade que me atacou, o desejo de estar contigo que me prendeu. Estava contigo e o mundo acabava lá fora. Era amor não era? Diz-me que sim. Este sentimento é tão grande e estranho que não dá para explicar. Mete medo não mete? Amar alguém assim, viver com um sentimento assim.
Eu amo-te sabes? Acho que os filmes da Disney não me explicaram isto. Não me explicaram que me roubas por completo, achei que o amor era fácil e realmente tu tornaste-o fácil. Eu não sei o que é o amor, mas sei que o que sinto por ti mexe comigo de uma maneira que nunca mexeram. Sei que não há dragões para matares, que o teu beijo não me acorda de um coma, que o meu cabelo não chega a ter 30 metros e que não há bruxas más, mas diz-me porque que eu me imagino a viver um conto de fadas contigo? É magia ou é um efeito alucinante do amor?

Eu acho que te amo. Eu acho que isto é amor. Pela lista de sintomas eu posso riscar quase todos, se isto não é amor então tenho que informar que estou a sofrer de uma psicose muito grave. Posso dizer-te que te amo e ouvir que me amas de volta? Podemos ser loucos juntos? Podes ficar comigo para sempre?

Posso entregar-te o meu coração e o meu futuro como prova do meu amor? Prometes dizer que me amas todos os dias? Prometes dizer que sou a mulher da tua vida e que o que sentes é tão confuso e tão intenso que dizer apenas um amo-te torna tudo mais fácil?

Posso dizer que te amo e ouvir que me amas de volta daqui a 20/30/50 anos? Promete-me que se isto não é amor me vais internar porque eu realmente já não me sinto eu sem ti.

PORDaniela Lopes
Partilhar é cuidar!