Porque és uma guerreira!

Como posso eu falar de ti se tenho tanto para dizer e não sei por onde começar.

Nasceste no seio de uma família carenciada, enorme e isso fez com que te faltasse muita coisa.

Fizeste-te à vida cedo de mais… mas isso apenas fez de ti a mulher que és hoje e de quem eu tenho um orgulho tão mas tão grande.

Foste mãe pela primeira vez com apenas 19 anos e três anos depois nasci eu… Não sabes ler nem escrever mas fizeste de tudo para me ajudar  mim e ao meu irmão nos deveres da escola… aprendeste connosco e nós contigo.

Sempre que algum de nós estava mal lá estavas tu para nos envolver nos teus braços.

A primeira vez que chorei por o meu namorado ter acabado comigo tu só me disseste ” liberta tudo filha mas só te digo que ainda vais passar por outras iguais a essa”

Passei por tanta coisa e tu sempre lá para me acalmar e mostrar que o mundo não acabava ali.

Eu sei que não te levei a serio quando me chamavas a atenção, quando me mostravas o que era certo e errado. Que discutia contigo quando tu me chamavas a atenção. Briguei tanto mas tanto contigo e não vi o mal que isso te fazia …

Eu só peço para ficares por longos e bons anos e já agora quando for mãe quero ser como tu. Pois assim tenho a certeza que os meus filhos saberão dar valor ao que tu me ensinaste da vida.

Obrigada mãe por seres a mulher que és! Por a mulher que me tornaste.