Perdeste-me…

Talvez amanhã quando me quiseres,eu já não te queira. Parece injusto não é ?

Quando precisares, talvez já não tenhas um ombro amigo. Aí vais sentir a solidão.

Desisti de te ajudar no ponto que me perdi a mim mesma, eu própria já não sei quem sou.

Se te passar vagamente na ideia que eu existo,já esteja fora do teu alcance.

No dia que me quiseres amar, só te vejo apenas como um mero conhecido que em tempos eu amei cada detalhe, que estranha a sensação de passarmos a indiferentes depois de tanto historial juntos.

Apesar de tanta mágoa, tanto rancor, tanto ressentimento eu só quero a tua felicidade, mesmo que não seja a meu lado… Acreditas que ainda doí ?

Se caíres na realidade ou se por puro milagre  chegares na conclusão que tiveste alguém que amou cada detalhe do teu ser, e tu apenas decidiste brincar… Tenho a sensação que pegaste no meu coração e emborrachaste-o com o teu ódio todo, que frio…admito que ainda não superei!

Para ti isto faz sentido diz me ? São apenas palavras escritas num papel,amassado e deitado fora pois não tenho coragem de te dizer isto que aqui está explicito.

No meio de tanta lágrima, tanto soluço,tanta noite sem dormir aprendi que não é ter o coração quebrado em 1000 pedaços que custa mas sim, o sabor da desilusão.

PORVanessa Tusto
Partilhar é cuidar!