Perco-me em ti…

Sinto o teu sabor nos meus lábios.

O teu cheiro abraça-me.

Estou embalada na lembrança dos teus braços.

O beijo roubado.

O sentimento distante, mas não penso em nada.

Deixo-me flutuar. Absorver as sensações.

As sensações de quando aqui estiveste.

A tua respiração no meu pescoço.

A minha mão que percorre o caminho, que já sei de cor pelo teu corpo.

Entrelaço os meus dedos no teu cabelo, enquanto os meus lábios deslizam pela tua cara.

Recordo cada pormenor, mas a agora real sensação atrai-me.

Não sinto mais o mesmo, mas a minha mão pelo teu pescoço, relembra a curva das tuas costas, o calor da tua pele.

Puxo-te para mim, tentando aproximar-te mais.

Estás tão junto de mim que mal te consigo olhar.

A tua testa na minha. O teu nariz no meu.

Essa respiração em mim. Esse beijo que me seduz.

Agora não quero mais nada. Olho-te nos olhos.

Esse castanho envolvente, âmbar quando luz.

Perco-me em ti. Leio a tua alma. Está a chamar por mim.

Vou sentindo o teu corpo, que tão bem completa o meu.

Relembro cada pormenor em ti. Sei que conheço cada centímetro do teu corpo.

A tua presença acalma-me. A minha inquieta-te.

Buscamos coisas diferentes, mas no final tão iguais.

Completamo-nos como sempre.

Beijo-te como se o tempo parasse. Aprecio cada segundo. Relembrando.

Sentindo.

Nunca esquecido. Para sempre recordado.

Deixa-me apenas ter-te aqui… quero adormecer contigo ao meu lado…

PORCatarina Diogo
Partilhar é cuidar!