Pedi um tempo para nós, não um tempo sem ti!

Pedi um tempo para nós, não um tempo sem ti. Pedi um tempo para mim, não um tempo de ti. Nunca pedi para te ires embora, pedi-te para esperares por mim, pedi que respeitasses o meu tempo, tempo que não serviria para tirar dúvidas ou testar sentimentos porque dúvidas de nós nunca tive e sentimentos como o que sinto por ti não se confundem. Não pedi um tempo para viver mais, experimentar mais, pedi um tempo para arrumar a minha cabeça e preparar a tua chegada que não era só de passagem. Eu sabia que vinhas para ficar e precisavas de espaço na minha vida, espaço que não estava habituada a ceder a ninguém. Pedi um tempo para desprender-me dessa zona de conforto que foi a minha segurança durante tantos anos. Pedi tempo, não espaço, esse já estava reservado para ti.

Nunca deixei de te quer, nem te amei menos por isso mas quiseste ir embora e a tua falta de compreensão frustrou as minhas expectativas em relação a ti, a nós. Não tinha como te segurar se não querias esperar. A espera era impensável para ti e apressar o tempo era impensável para mim…Como não tinhas tempo e eu precisava mesmo dele, o espaço entre nós tornou-se outro e trouxe com ele a distância. O vazio. O eco solitário de um amor desencontrado no tempo. Um amor que era tudo e tão grande foi tratado como nada só porque pedi mais calma com ele.

Fiz um esforço enorme para me esquecer de ti, tentei até preencher o espaço que te tinha guardado e enchê-lo com as mais variadas decorações, e desejei muito mas muito deixar-te também. Esforço em vão, pouco depois tranquei o teu espaço, desisti de lutar contra o que sinto por ti e parei de desgastar-me em redecorações frustradas. Um amor como o nosso não se esquece e um espaço que foi cedido com tanto cuidado e decorado com a decoração perfeita uma vez há-de permanecer insuperável eternamente. A distância só me fez querer-te mais mas a vida, a minha e a tua não acompanhou esse meu tempo e seguiste sem mim, e eu, eu segui sem ti.

Agora eu e tu existimos um sem o outro, vivemos sem nos termos, seguimos em frente sozinhos ou acompanhados, felizes ou tristes mas nunca um com o outro. Agora somos história, somos passado, agora somos lamentos e desilusões mas não neguemos amor, quem foi um dia tudo jamais se tornará nada. Tu nunca serás nada para mim e eu serei sempre tudo para ti. Tu e eu deixámos de ser nós mas seremos para sempre a melhor parte um do outro. Fomos o amor certo no tempo errado. Pedi-te um tempo mas não foi só para mim, era para nós. Nunca te pedi um tempo de nós…Pedi um tempo para me encontrar, para te encontrares, para que no fim desse tempo nos encontrássemos num tempo melhor, para que o nosso amor tão certo durasse para sempre no compasso certo.