Pai… Volta

Aquele quarto, tão teu, tão vazio agora. Já não estás lá deitado a ver a televisão com o som alto, nem sentado a fumar o teu cigarro. As tuas coisas já não estão na cadeira, os chinelos deixaram de estar ao pé da cama, as tuas boinas ainda estão no sítio onde as deixaste, ainda têm o teu cheiro… Tanto silêncio.

Nos aniversários agora já não te vou ter todo contente a cantar os parabéns, e a tentar soprar as velas, sempre com o teu ar brincalhão e com um sorriso meio desdentado.

Quero voltar a ter 5 anos e estar na janela a espera de te ver a chegar do trabalho. Quero ter 6 anos para me voltares a ensinar a andar de bicicleta. Quero voltar a ter 8 anos e te ajudar durante o fim de semana a construir algo. Quero voltar a ter 12 para quando chegar a casa tu estares cá. Quero voltar a ter 14 para discutimos de quem é o comando da sala. Quero voltar a ter 15 para me tentares convencer a ir tratar da horta contigo. Quero voltar a ter 16 para me sentar no teu colo e tu reclamares que estou a ficar pesada mesmo estares sempre a dizer que estou magra demais e devia comer. Quero voltar a ter 17 para te oferecer o gorro para a cabeça devido ao tratamento do cancro te ter levado o cabelo. Quero voltar a ter 18 para te ver forte e sem cancro outra vez. Quero voltar a ter 19 para te ouvir dizer que os rapazes não prestam. Quero voltar a ter 20 para te ouvir a reclamar comigo por ter chegado tarde a casa. Quero voltar a ter 21 para te dizer que tens de viver mais 20/30 anos comigo e tu te rires de mim. Não quero ter 22 porque não vais estar aqui fisicamente comigo em nenhum dia deles.

21 anos contigo na minha vida é tão pouco, eu que tenho tanto de ti em mim… Serás sempre o meu herói.

Já não sou a pequena de ninguém…

PORVitória M
Partilhar é cuidar!