Os traumas com que ficamos quando ouvimos a frase “Podemos ser só amigos?”

Podemos ser amigos. A frase. A frase que mais medo cria nas pessoas que passaram pelo trauma de terminar uma relação.

Não, não podemos ficar amigos. É impossível para mim. Uma mulher dizer-me isso quando acaba comigo é a mesma coisa que o Hitler virar-se para os Judeus e dizer “Ooops”.

Pode ser só um trauma meu, mas das várias vezes que acabaram comigo. Mas eu sou incapaz de ser amigo de uma pessoa que já vi nua várias vezes e saber que nunca mais a vou ver assim. Não consigo ter conversas normais. O meu cérebro divaga. Ela pode estar a falar sobre o dia dela que na minha cabeça só oiço “ Eu conheci os pais desta bacana, eu vi o sinal que ela tem na virilha, estou tão só”.

Quando acabam connosco, o mundo parece que se une para nos tramar. É a rádio que só dá músicas que nos fazem lembrar a situação: Break-Even dos The Script, If I was your man- Bruno Mars e CCM – Mata-Ratos.

Depois, parece que o cheiro dessa pessoa nos persegue, é o que dá namorar com uma sem-abrigo. Mas vocês sabem, aquele odor natural, que é característico dessa pessoa, que fica entranhado na nossa almofada, obrigando-nos a lavar a fronha todos os dias.

Sinto que muitos de vós, estarão a ler isto podem estar a julgar-me e achar que sou u ressabiado com a minha ex. Mas acho, que vocês é que são os ressabiados e que vêm para aqui perder tempo.

As vossas vidas não fazem sentido, espero que os vossos sonhos nunca se realizem e que sejam todos infelizes para sempre. Mas, podemos ficar amigos?

O Juan Pereira é um humorista, pertencente ao grupo Saia Na Saída. Os 3 membros do grupo vão alternadamente postar crónicas humorísticas sobre as suas relações. Esperam-se gargalhadas, lágrimas e um aumento do consumo de barras de chocolate Milka… daquelas com a bolacha por dentro!

Partilhar é cuidar!