Os Homens Também Choram

Quando um Homem nasce ele nasce a chorar.
Desesperado por respirar, o Homem criança chora sem se acanhar.

O Homem, ser impreciso, que se esconde dentro da própria alma e onde ninguém o confronta e o choro não acalma.

Verte lágrimas para o estômago que seriam do coração, o Homem, ser estranho da auto-comiseração.

O Homem também chora por excesso de ambição, o Homem também chora no meio da desconsideração.

Ser Homem é saber chorar, ser Homem é não ter medo de amar. O Homem chora porque ama, o Homem chora por tentar.

Choram os Homens escondidos, com vergonha da sentença, choram os Homens aplaudidos, notícia de uma nascença.

Se o Homem chora é porque pode e porque tem que chorar, o choro de um Homem é um desarranjo é um fragmento no olhar.

O Choro do Homem brota da angústia o choro do Homem solta-se pelo olhar.
O Choro do Homem é um grito, uma suplica ao achego, o choro é um ruído mudo que se move no sossego.

Chorem os Homens, chorem com vontade, chorar como um Homem é só chorar.

Porque os Homens também choram e também sabem chorar.

PORRafael Barata
Partilhar é cuidar!

PELA WEB

Loading...