“Oral” Pode Mesmo Originar Cancro!

Já muitos de vocês ouviram falar da história do conhecido actor Michael Douglas. O actor sofre de cancro da garganta que segundo ele foi originário da prática de “relações orais”.

Quem não investigou mais aprofundadamente a situação com certeza ficou a pensar que era apenas um mito e que é impossível tal coisa, que com certeza o problema teria surgido devido a tabaco e consumo de álcool, que de facto são as principais razões que resultam neste tipo de problema de saúde. Pois então surpreendam-se! É mesmo verdade!

Está provado cientificamente que este tipo de acto pode mesmo originar cancro de pescoço, garganta ou boca.

A razão é que existe um tipo de vírus que é sexualmente transmissível, chamado HPV. Normalmente mais presente no órgão das mulheres do que dos homens, esse vírus pode ser transmitido do órgão sexual para a garganta e a partir daí desenvolver-se originando um cancro. Não necessariamente sempre o HPV transmitido para a garganta se transforma num cancro, mas de facto há grandes probabilidades de isso acontecer.

Por isso, se são pessoas com um parceiro único com quem já praticaram muitas vezes, é provável que não seja portador do vírus, ainda assim isto é algo que deve ser rastreado.

Vê também: 5 Vantagens Cientificamente Provadas Para As Mulheres Fazerem "Oral"!

Mas se têm por norma muitos parceiros com os quais praticam este tipo de acto, e pensam que doenças graves sexualmente transmissíveis só têm risco no acto em si e que não tendo preservativos, que no oral não existirá qualquer tipo de problema, desenganem-se, pois um vírus grave para a vossa saúde pode mesmo estar à vossa espera nesse “simples” acto.

Partilhar é cuidar!