Olha o azar.. Fui-me apaixonar!

Mas porque raio é que me fui apaixonar por ti?!

Às vezes pergunto-me porque é que gosto tanto de ti, tu que me desprezas ao mais alto nível, que não te preocupas com o que sinto e que vives bem sem mim. Pergunto-me também, porque é que não gosto dele, sim dele, que me trata com carinho, que conversa comigo e me dá uma segurança que nunca senti contigo.

O amor é tão injusto. Nem sequer podemos escolher por quem nos apaixonamos. De que é que vale amar se é para sofrer?

A verdade é que gosto muito de ti e admiro o grande homem que és, mas chega de sofrimento, mágoa e saudade! Já não suporto viver nesta incerteza, na angústia constante de não ser a miúda perfeita para o teu coração.

Se calhar com ele era tudo diferente, tudo mais espontâneo e natural, mas olha o azar.. Fui-me apaixonar.