(…) o amor é para ser vivido apenas a dois!

Entreguei-me a ti sem pensar duas vezes, nunca te-lo-ia feito com mais ninguém
depois de ter sido tão castigada pelos meus erros. Mas fi-lo contigo. E contigo fazia as vezes que fossem possíveis, até aprender o que aprendi contigo.

Hoje olho para mim neste puro vazio que em tempos passados já me atormentaram, tentando esquecer-te, mas como? Como é que uma pessoa consegue esquecer tal amor, química e desejo?

Por mais que nos magoemos vezes seguidas, por mais que me sinta magoada e cansada, esta minha vontade de lutar por ti, por nós, é tão forte…Mas querido se tu já não olhas para mim como eu olho para ti, será mesmo este o meu destino?

Falhar a cada dia que passa ao dizer que estou a conseguir superar o que o futuro nos preservou, e olhar para ti como se já nada tivesse o mesmo significado. Não poder tocar-te, beijar-te, dar-te todo o meu amor, é um pesadelo. Mas se tu escolheste ir, então espero que alguém consiga fazer-te tão feliz tanto quanto eu te fiz, porque tu mereces isso e muito mais. Não deixes que a rejeição te proíba de tentares.

E não te esqueças que o amor é para ser vivido apenas a dois! Prometo-te que aplicarei tudo aquilo que me ensinaste no futuro, mas não me faças prometer-te que não vou chorar todas as vezes que estiver a pensar que podia estar deitada nos teus braços, e que não vou ouvir aquelas musicas que só nós sabemos o significado. Agora vou deixar-te ir…

Com todo o amor, Ica.


PELA WEB

Loading...