O amor de que o mundo precisa!

Ir embora não é desistir, ir embora é um ato doloroso de amor próprio.

Se apaixonar por um sorriso dia após dia, olhar e cuidar da pessoa que você quer para toda vida, sentir o inexplicável até que os problemas apareçam e vocês não tenham força o suficiente para que tudo fique bem…os dias começam a perder a cor, as brigas viram rotina e o amor da relação já acabou, mas você é orgulhoso(a) demais para admitir isso, começa a empurrar essa relação morta com o desejo de que os problemas venham a desaparecer, mas nada desaparece e aquilo que um dia foi bom, hoje é só mais uma relação morta entre um milhão.

Você sabe o que fazer, está decidida, mas a coragem de que você precisa não teve oportunidade de fazer parte da situação, tudo começa a ficar desesperador e aquele amor que você ainda cultivava dentro de você deixa de existir e começa a morrer lentamente. Você está desamparada, precisa de ajuda, precisa de alguém, mas todo mundo parece ter sumido, você se perdeu em uma situação lamentável em que metade do mundo hoje se encontra. Mas ainda há esperanças, ainda há quem acredite e torça por você, seu coração ainda bate com esperanças de que algum dia você acorde deste pesadelo e volte a ver o mundo com todas as suas cores.

E chegou o dia, você acordou, o sol brilhou, as cores apareceram e você finalmente se cansou, cansou de ser o(a) único(a) a amar, cansou de suportar sozinha, cansou das brigas e de uma relação morta…você finalmente voltou a se amar e por mais doloroso eu tenha sido, você juntou os seus cacos, pegou o seu amor e saiu porta afora em busca de momentos e dias melhores.

Talvez o mundo não venha a entender você, mas quer saber ir embora na maioria das vezes significa o mais puro gesto de amor próprio de que o mundo precisa, você conseguiu apesar de tudo acordar, enfrentar o seu medo e buscar daquilo que te faz bem.


PELA WEB

Loading...