Numa Outra Vida…

Eu nunca vou esquecer aquele Carnaval em que o teu olhar cruzou com o meu, fizeste o meu coração bater com aquela força que só um verdadeiro amor e capaz. Eu tinha a certeza de que eras tu o tal, o único que mudaria a minha vida, o único que eu não queria perder!

Fizemos planos para o futuro, como se tivéssemos certeza dele, mas eu nunca planeei que um dia ficaria sem ti.

Eu era a tua Cinderela, tu eras o meu Príncipe Encantado, nunca um sem o outro, nós fizemos um pacto. Às vezes aperta uma saudade no peito, então ponho a tocar a nossa música.

Ontem vi-te no nosso lugar, tanto tempo passou, estavas lindo de mais, e para falar a verdade, inevitavelmente penso em ti ao acordar e ao anoitecer!

Sinto tanto a tua falta, como uma criança sente a falta do seu cobertor na hora da caminha, é mais ou menos assim. Mas prometi a mim mesma nao correr atrás, sim, porque eu sou muito orgulhosa! A saudade apertou mas não vou chorar, porque chegou a hora de ser uma menina grande e meninas grandes nao choram!

Tanto tentaram nos separar que conseguiram! Hoje vivemos assim, de costas voltadas, com o coração a chorar pela falta do outro, o amor persiste, mas o orgulho, oh o orgulho, sim, ele estraga tudo!

E enquanto choramos em silencio, aquela gente vive feliz, foram mais fortes que nós, nós que tínhamos tudo e hoje nao temos nada! Só a dor a corroer o coração!

Numa outra vida que nós não vivemos, eu seria para sempre a tua menina. Nós iriamos manter todas as promessas. Seríamos nós contra o mundo, e ninguém ousaria lutar contra o nosso amor.

Numa outra vida que nós não vivemos, eu faria-te ficar e não teria nunca que dizer, que tu eras aquele que se foi.

Todo o dinheiro do mundo, não poderá comprar uma máquina do tempo. Um milhão de anéis não poderão substituir-te, eu deveria ter dito o quanto significavas para mim, porque agora eu pago o preço! É hora de encarar a realidade, eu não sou mais a tua musa!

PORLetícia Brito
Partilhar é cuidar!

RELACIONADOS




PELA WEB

Loading...