Não te apaixones por mim porque eu não valho a pena…

Não te apaixones por mim porque eu não valho a pena. Não o faças porque eu sou daquele tipo de mulher que dá tudo e tudo quer. Sou daquelas que levam tudo à letra e se eu disse tudo é porque é mesmo tudo e ai de ti que me falhes com atitudes como me falhas com as palavras. Não te apaixones porque se me prometes que vais fazer de mim a mulher mais feliz do mundo é bom que faças mesmo, não me falhes em fazer-me feliz como falhas em amar-me.

Tens a certeza que nos tempos que correm queres mesmo apaixonar-te por alguém que ainda acredita que não há nada no amor se não houver tudo? Que acredita que as palavras não são para ser levadas pelo vento mas sim para serem levadas a sério. Que as promessas são para serem cumpridas porque honram a dignidade de quem as fez. Não te apaixones porque já ninguém quer um amor assim, ou quer?!

Não te apaixones por alguém que já decidiu que quer o príncipe encantado, o cavalo e já agora as rosas e as serenatas e também o castelo, porque não?! Que parvoíce a minha de insistir neste sonho irrealista de querer estar com alguém que me trate como uma rainha, com dois ou três filhos a correr pela casa e já agora o jardim e também os cães, porque não?! Não te apaixones porque pessoas que pensam em construir uma família e terem finais felizes são pessoas doidas, ou não são?!

Faço por ti o mesmo que gostava que fizesses por mim, vou ser honesta contigo. Eu não sou propriamente fã dos contos de fada tradicionais, incomoda-me que seja sempre a princesa que espera para ser salva, bem nem todas as mulheres precisam disso, eu não preciso disso, e muito menos dos sapatos de cristal ou de uma fada madrinha, safo-me bem sozinha. Mas amo a ideia de um amor para sempre, amo a ideia de confiança cega, amo a ideia de que só as pessoas boas têm finais felizes. Que posso eu fazer se não me apetece curvar aos tempos modernos em que já nem se lêem histórias de encantar às crianças para não se criar falsas expectativas no futuro? A realidade já é tão cruel, valha-nos a esperança.

Mas sabes porque não vale mesmo a pena apaixonares-te por mim? Porque eu não ganhei medo em cada uma das vezes em que me falharam com as promessas, em que rejeitaram o meu amor, destruíram os meus sonhos e ainda usaram as palavras contra mim. Porque eu não me intimido com o que pensam das minhas ideias irrealistas. Porque me recuso a abdicar da minha ingenuidade. Porque eu não desisto do sonho que é meu por direito. Porque eu não me canso de querer tudo. E principalmente porque eu vou insistir em querer amar e ser amada.

Não te apaixones por mim porque não te vale de nada ter alguém assim ao teu lado, ou vale?!


RELACIONADOS




PELA WEB

Loading...