Tu não sabes nada sobre o amor…

Amor. Tu não sabes nada sobre o amor, porque o amor não é algo que vira as costas e te deixa sozinho na escuridão. O amor não desiste à primeira dificuldade, mantém-te de pé e impede-te de cair mesmo quando vais por caminhos escarpados.

Agora dizes que os teus sentimentos mudaram, mas quando o amor é verdadeiro luta até ao fim. Dizes que não podes ficar por não me quereres magoar. Bem, parece um pouco tarde de mais para pensares em mim.

Diz-me o que aconteceu com os tempos em que dizias que eu era tudo o que precisavas? O que mudou tão de repente?

Como és capaz de levantar e virar as costas? Não me olhes nos olhos. Não mintas mais. Não digas que o que fizeste foi por amor. Tu não fizeste nada pelo nosso amor.

Amor. O que deveria ser feito? Como ignorar a verdade que dança radiante e despida frente aos nossos olhos baços por esta dor constante?

Não. Não digas que eu não te entendo. Não me faças segurar isto tudo nas minhas mãos trémulas. Não me abraces. Não peças perdão. Não me fales porque dói.

Continua a avançar na direção oposta, não te preocupes com o meu coração, já tive o suficiente.

O que deveríamos nós ser? Insensato, insensível, tu amas e foges. Qual amor verdadeiro escolhe escapulir-se pelo caminho fácil quando surgem as dificuldades?

Basta agora, não posso dar mais de mim nem combater estes sentimentos.

Não custa correr quando as coisas complicam o pior é manter-nos agarrados durante a queda.

O amor é forte mesmo quando está doente, e tu conseguias curar as nossas feridas, mas se queres ir, então deixa as desculpas, elas já existiam muito antes de ti.

Não me voltes a olhar como antes, nem ouses falar no plural, esta decisão é somente tua e tu sabes bem que quem fica é quem sofre mais. A retórica pode ser a tua arma mais letal mas podes crer que eu sou forte o suficiente para superar mais isto.

Penso que na tua idade já tens noção do que é magoar o coração de alguém assim. Então não fales de amor, porque tu não sabes nada sobre o amor.

PORLetícia Brito
Partilhar é cuidar!