Não prometo que te amo…

Não vou prometer que te irei amar para o resto da minha vida,
Que irei ser perfeito, melhor que todos os outros. Que irei ser… o único.

Não sou de jurar aquilo que desconheço, aquilo que não controlo,
Aquilo que não… sei.
Não te irei prometer a lua, todas as flores que existem na rua, ou até mesmo o céu.
Não serei eu que te irei mentir sem saber, que te irei esconder,
Que te mostrarei ser quem não sou, ou ter o que não tenho.
Não te prometo nada e muito menos te juro um amor eterno.
O que eu quero é viver-te. Sentir-te. Dar-te tudo o que mereces,
Sem perder tempo em promessas vazias, em palavras fugidias. Em frases vestidas de nada.
Eu quero dar-te tudo e não ter medo de nada. Rasgar o passado e viver a teu lado.
Hoje e sempre. Sem pensar no tempo. Só a pensar em nós.

Por isso, não te quero jurar o que não posso conseguir fazer. Mesmo querendo.
Não te posso prometer que vou ser o homem mais perfeito do mundo.
A perfeição não existe. Os príncipes encantados também não.
Apenas te mostrarei, todos os dias, cada detalhe e cada pormenor..
Do meu amor. Do meu respeito por ti. Do meu orgulho em te ter.

Meu amor, não prometo que te amo…
Mas prometo que quero viver este amor… intensamente.