Não preciso de alguém só porque sim …

Não é que não goste de palavras bonitas mas elas perdem o encanto quando as tuas atitudes não coincidem.

A única coisa que te posso aconselhar é que não percas o teu tempo comigo.

Pelo simples motivo que eu não preciso de qualquer um. Não sou pessoa de uma noite e que precisa de alguém só porque sim.

Não te vou dizer que te amo no dia seguinte, nem que puxasse todo o meu romantismo para o de cima ia correr bem.

Não preciso do teu tempo só quando tu queres ou percebes que foste longe demais e estás perto de me perder.

Eu não quero saber quantas tiveste mas sim se as esqueces se ficares comigo.

Eu quero passeios à tarde, de mãos dadas na praia, quero que saibas cozinhar para nós dois, mesmo que isso seja só ovos mexidos, e anseio que todos os teus destinos de vida passem pela minha casa.

Preciso dos teus abraços, longos beijos e o teu pensamento absoluto.

Eu não preciso de saber da tua conta bancária nem se és o mais popular na discoteca. Quero saber se te enriqueço quando estou presente e se te sentes completo da forma que te trato.

Não quero saber se tens pouco tempo diário, por causa do trabalho. Só me importa se ganhas o dia quando estás comigo.

Porque eu não quero ter qualquer coisa, por isso não venhas pela metade.

Não te peço o que não podes dar, mas uma coisa exijo: que quando for para ser que venhas inteiro, todinho, completo só para mim. Porque eu não vivo de metades, meios amores, meias amizades…sou inteira e preciso de complementos e não preenchimentos.

Vivemos num mundo que o amor está a ser banalizado. E eu ainda sou dos tempos antigos por isso, não me faças perder o meu tempo.

Porque se pensas jogar mais um dos teus joguinhos lembra-te: não tentes jogar um jogo no qual já estou “pro”.

Podes ficar impressionado.