Não precisas de ninguém para ser feliz e ser concretizada!

É engraçado como a nossa esperança nunca morre mesmo. A nossa esperança de que as coisas mudem, melhorem, que sejam aquilo que sonhamos/esperamos!

Não importa quantas vezes nos desiluda, quantas vezes nos magoem, nos falhem, nos enganem…nós vamos sempre perdoar, dar uma segunda oportunidade, ter esperança que as coisas sejam diferentes e mais uma vez, voltar a ser iludidos desiludidos, vamos voltar a sofrer… e torna-se assim, isto, um ciclo vicioso, da nossa vida!

Deixámo-nos assim ser enganados pela esperança, deixámos assim que a esperança comande a nossa vida e consequentemente deixámo-nos ser constantes vitimas de desilusões, de sofrimento; porque cada vez que sofremos, e de seguida superamos, aprendemos com esse erro, crescemos com essa oportunidade que demos injustamente e prometemos a nós próprios que não voltara a acontecer; a pessoa volta, sem explicação possível, de livre vontade, pedindo perdão e suplicando uma segunda oportunidade, e nós, inocentemente perdoámos, inconscientemente deixamos a esperança atuar e deixámo-nos cair mais uma vez, apegamo-nos por nos fazerem acreditar que há um verdadeiro arrependimento, que desta vez vai ser diferente, que tudo mudou e melhorou; cada dia que passa, o nosso coração que estava congelado e forte, começa a descongelar, começamos a confiar e a dar novamente de nós próprios e quando estamos quase a atingir o auge de felicidade…volta, volta tudo a acontecer novamente, voltamos a ser iludidos, desiludidos, enganados, voltamos a ser deixados no chão, sem forças; voltamos a ser magoados, e para além disso, a pessoa vai se embora e leva um pedaço de nos, e deixa-nos sem explicações possíveis.

E ficamos nós, cheios de dúvidas, com algo que nos falta, sem forças, sem razoes para nos voltarmos a levantar, deixam-nos, fazendo-nos acreditar que não valemos nada e que a culpa é nossa…

E agora? O que fazer?

Tu sabes! Tu sabes o que fazer, lá no fundo tu sabes, tu sabes que consegues voltar a levantar-te, tu sabes que ainda te restam um bocadinho de forças, porque lá no fundo tu sabias que isto poderia acontecer e como inteligente que és, tu guardaste uma réstia de forças para se isto acontecesse. Por isso, acorda, e usa essas forças. Levanta-te e desta vez aprende, cresce e não deixes a pessoa voltar, voltar a brincar contigo! Porque tu sabes, tu sabes o que vales e sabes o que mereces, por isso não deixes essa esperança ignorante comandar a tua vida. Tu sabes quem és e sabes que não precisas de ninguém para ser feliz e ser concretizada. Tu sabes!