Não minto quando digo que te amo…

Todas as vezes que eu caí… tentei levantar-me.
As feridas já são imensas, o meu corpo está todo calejado. Mas continuo. Permaneço.

Não tive receio de arriscar. Fui em frente. Magoei o coração, e também já fui feliz.
Sei que erros… já os cometi muito. E que não me orgulho de tudo o que já fiz.
Mas, no fim, sempre me levantei, sempre decidi não desistir.
E sempre te encontrei na meta desta minha batalha.

Estou de pé. Olho para o horizonte e a miragem consome-me.
Sou engolido pelas cores que invadem os meus olhos, e sinto-te.
Sinto-te em mim, como se o meu corpo também fosse o teu.

A vida é feita de escolhas, e eu fiz a minha.
Decidi não ter medo de sofrer, e de lutar pela minha felicidade.
E não minto quando digo que és o ar que eu respiro,
Que és quem me dá vida.
E és quem eu acredito… no para sempre.


PELA WEB

Loading...