Não brinques com o meu coração…

Estou nesta cama sozinho…
Faltas tu para nos sentirmos, para nos abraçarmos ao amor. Onde estás tu?
E eu estou a ficar cada vez mais selvagem, mais louco.
Preciso de ti para satisfazer este espasmo de prazer, de loucura,
Porque tu és o meu desejo e a minha dor, ao mesmo tempo.
E eu não tenho medo de sofrer, mais uma vez. Quero sentir!

Quero sentir esta vontade insana de percorrer o teu corpo… agora!
Talvez um dia tenha aprendido que os nossos corações não se colidem,
Mas eu nunca pedi para tu ficares. Apenas pedi um momento para te amar.
Só assim morrerei sabendo que tive 1 segundo de felicidade extrema.

Foi a partir do momento que vivi a tua respiração,
Que percebi que és tu quem eu preciso, quem eu sempre pedi.
Por favor, não brinques agora com o meu coração,
Se tens aqui alguém que te espera incessantemente,
Se te prometi querer viver o agora, o momento das nossas vidas,
Se é a tua presença que eu preciso para viver por completo…

Talvez esta seja a batalha da minha vida…
Mas quero vencê-la a teu lado.